Does not speak Portuguese? Understand English?

See our blog in English: http://plus-planet.blogspot.com/

Apresentação Blog!

Se não formos nós a preocupar-nos com o futuro da "nossa casa" quem será? Neste blog irão encontrar informações sobre o que cada um pode e deve fazer para salvar o nosso Planeta.Conto com os vossos comentários, sugestões e reclamações para ajudar a construir este blog e a divulga-lo o mais possível.

Criado a 22 de Abril de 2012

Obrigado pela sua visita!


sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Proteção e conservação da natureza


› Ordenamento do território
O ordenamento do território consiste na definição de regras para o desenvolvimento de modo a:
– assegurar a satisfação das necessidades presentes das populações;
– assegurar a satisfação das necessidades futuras das populações;
– garantir um desenvolvimento que mantenha o equilíbrio com a natureza.

› Instrumentos de gestão territorial
Os instrumentos de gestão e ordenamento do território classificam-se em quatro tipologias:
– âmbito nacional - definem as diretrizes para o ordenamento do país;
– âmbito regional - definem as diretrizes para o ordenamento do espaço regional;
– âmbito municipal - definem, de acordo com as diretrizes de âmbito nacional e regional, a estratégia de desenvolvimento ao nível local.
– âmbito especial - definem e regulam a proteção de zonas especiais como os estuários, albufeiras, áreas protegidas ou a orla costeira.

Cada um dos níveis assenta em vários documentos que definem as estratégias de planeamento e desenvolvimento em áreas específicas.

São exemplos de Instrumentos de gestão territorial:

– Programa nacional da política de ordenamento do território - define a gestão de redes, hospitais, escolas e áreas de interesse nacional em termos agrícolas, ambientais e patrimoniais;
– Planos regionais de ordenamento do território - os mesmos aspetos que o plano nacional de ordenamento do território, mas a um nível regional;
– Plano de urbanização - define os fins a que devem ser destinados os solos urbanos;
– Plano de pormenor - define o uso de qualquer área delimitada do território municipal.

› Áreas Protegidas
São zonas delimitadas, nas quais a atividade do Homem está sujeita a regras específicas. O objetivo da sua criação é preservar património natural ou humanizado.

Em Portugal, existem 6 tipos de áreas protegidas:
Parque nacional - área que contém amostras representativas de locais bem conservados e com grande importância ecológica, científica ou educacional tais como paisagens naturais e humanizadas, geossítios e espécies vegetais e animais;
Parque natural - área de interesse nacional que contém predominantemente ecossistemas naturais ou onde a atividade humana esteja bem integrada com a natureza;
Reserva natural - área onde as atividades humanas são reduzidas ou inexistentes e que contém valores naturais que importa conservar;
Paisagem protegida - área com paisagens naturais ou humanizadas, consequência da interação harmoniosa do Homem e da natureza, e que evidenciem grande valor estético, ecológico ou cultural;
Monumento natural - ocorrência natural, rara e com interesse ecológico, estético, cultural ou científico;
Área protegida privada - área designada a pedido do proprietário, contendo património natural, cultural ou paisagístico relevante.

As áreas protegidas estão distribuídas de norte a sul do Portugal Continental e Insular.

› Associações e organismos públicos de proteção e conservação da natureza em Portugal

As ONGAS, acrónimo para Organização Não Governamental de Ambiente, são associações criadas pela sociedade civil, sem fins lucrativos e que têm como missão a resolução de problemas ambientais.

Alguns exemplos de ONGAS são:

– Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I. P.;
– GEOTA - Grupo Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente;
– LPN – Liga para a proteção da natureza;
– Quercus.

Planeta Terra
Última Atualização: 21/03/2015



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...